O site da Lá na Roça utiliza cookies. Saiba mais sobre nossas Políticas de Cookies clicando aqui. Ao navegar você concorda com a sua utilização.
Saiba mais sobre os cookies em nossa Advertência Jurídica e Políticas de Privacidade

Saiba se você sofre de arritmia cardíaca identificando esses 10 sintomas

Saiba se você sofre de arritmia cardíaca identificando esses 10 sintomas

Todo o mundo já teve um daqueles dias em que sente que o coração não está funcionando a 100%. E, também, todo o mundo passou por momentos de estresse em que sentiu que o coração ia saltar pela boca fora. Até aí, tudo normal. Contudo, você sente muito cansaço sem fazer qualquer exercício ou trabalho pesado? Seu coração rapidamente acelera e você sente um aperto no peito durante alguns minutos? Se isso acontece no seu cotidiano ou de vez em quando, então você tem motivos para se preocupar.

Se sentir dores no peito durante alguns minutos e vê um padrão nesses sintomas durante a semana, você deve ir no médico fazer exames, porque pode estar sofrendo de arritmia. A arritmia cardíaca acontece quando seus batimentos do coração aceleram ou diminuem, causando dor no peito.

Diferentes tipos de arritmia cardíaca

Quando o ritmo cardíaco fica muito forte, ela é chamada de “taquicardia”, e quando é demasiado lenta, é designada de “bradicardia”. Na maioria dos casos, os ataques de arritmia são mais incômodos que prejudiciais, mas todas as pessoas em que o ataques ocorrem com frequência devem ir no seu médico cardiologista imediatamente. Em alguns dos casos, esta condição pode ser fatal, por isso você deve sempre confiar sempre nos seus instintos e estar atento aos sinais de seu corpo.

Tratamento da arritmia cardíaca

Existem casos de pacientes cujo tratamento passa apenas por uma mudança de estilo de vida, no entanto, outros requerem uma intervenção mais séria, precisando até de cirurgia ou colocação de um marcapasso.

10 sintomas comuns de arritmia cardíaca

1. Dores de cabeça

As dores de cabeça são, infelizmente, parte da vida de todos nós! Podem durar vários dias e, em alguns casos, até ocorrer em crianças. No entanto, fique atento. As dores de cabeça podem ser um sinal de arritmia. Sempre que o seu coração sente algum problema no funcionamento geral do corpo, ele pode criar uma dor de cabeça em você. A cabeça é o centro do sistema nervoso e os nervos se convertem rapidamente em estresse, começando a criar danos no organismo, que está todo interligado.

Se sente dores de cabeça com regularidade, então, os sintomas podem estar diretamente relacionados com o seu coração. Contudo, esses sintomas podem acelerar ou travar o coração. Se você conseguir identificar uma relação entre as dores de cabeça e o seu batimento cardíaco, seja ele rápido ou lento, você pode tomar medicamentos para atenuar ou retardar a situação. Em todo o caso, deve consultar o seu médico.

2. Batimento cardíaco anormal

Um batimento cardíaco anormal é o sintoma mais evidente de arritmia.

É o primeiro sintoma da doença, especialmente nas crianças. Muitas vezes, os mais novos se queixam que o seu coração está saltando, e, quando isso acontece, essa arritmia rápida (taquicardia) que se desenvolve nas artérias do coração, provoca uma vibração muito rápida e eletrizante. Essa vibração pode não causar dor, e as crianças podem apenas sentir isso durante o episódio de arritmia. De qualquer forma, clarifique os sintomas, sobretudo da sua criança, junto de um médico especialista.

3. Desmaios

Os desmaios podem acontecer por vários motivos. Algumas pessoas desmaiam simplesmente por não comer o suficiente (quebras de açúcar), por indisposição ou tonturas, ou, mais frequente, em casos de anemia. Porém, uma pessoa pode desmaiar devido a problemas cardíacos, como no caso de arritmia.

Os sintomas variam, mas vulgarmente os pacientes relatam aumento da temperatura corporal, transpiração excessiva e ansiedade, que culminam em tonturas fortes ou desmaios. Estes sintomas são também comuns em pessoas que sofrem de arritmia cardíaca.

4. Ansiedade

Ansiedade é comumente omitida por muitos pacientes que a percebem como uma forma de depressão. Na verdade, a arritmia não está ligada a estados emocionais nervosos ou problemas mentais graves. Não obstante, a ansiedade pode facilmente ocorrer durante um episódio de arritmia, e esse episódio pode desencadear estados de ansiedade, como por exemplo, quando você realiza um ato valente, como falar diante de um público.
Ou seja, a ansiedade e as alterações do ritmo cardíaco andam de mãos dadas na nossa vida. Vai se casar? Momento nervoso. O seu coração parece que vai explodir. Vai andar de avião? Muita gente morre de medo e o coração bate forte nesses momentos e é normal!

Mas se sente que a dor no peito é muito forte e aguda, pode estar sofrendo um ataque cardíaco. Procure assistência médica imediatamente.

5. Quebra de ritmo da frequência cardíaca

Dado que a arritmia é um problema de coração, não é surpresa que muitos experimentam quebra do seu ritmo cardíaco durante um ataque de arritmia.

Se você precisa de recuperar o fôlego,ou não consegue respirar corretamente, então talvez você pode estar desenvolvendo uma condição diferente. Você definitivamente deve consultar um cardiologista para identificar as diferenças e obter um diagnóstico adequado.

6. Bradicardia

A bradicardia é muito comum em recém-nascidos prematuros e, também, nas pessoas que sofrem de um ataque ocasional de arritmia. Isto é, quando a frequência cardíaca fica mais lenta, você pode saltar um ou até dois batimentos. A maioria das pessoas que sofrem essa pequena ocorrência cardíaca, muitas vezes nem sequer se apercebem disso, a menos que sintam dores no peito. Então, em caso de dor, você deve ir imediatamente no médico.

A arritmia deriva da aceleração ou desaceleração do ritmo cardíaco. Em alguns casos ela pode piorar e, em outros, ela desaparece naturalmente. Se você sentir o seu ritmo cardíaco mais lento do que o normal, ansiedade ou suor, contacte o seu médico.

7. Transpiração excessiva

Este é outro dos sintomas mais comuns nas pessoas que sofrem de problemas cardíacos: suor excessivo. A pulsação aumenta e o paciente fica imediatamente nervoso e ansioso, começando a suar rapidamente. Caso isso aconteça, sente-se perto de um ventilador, tome um pouco de água e tente relaxar. Certamente, quando você começar a relaxar, o seu ritmo cardíaco vai regularizar. De qualquer forma, visite o seu médico.

8. Falta de ar

É comum sentir falta de ar quando está sofrendo de arritmia cardíaca.

Essa falta de ar causada pela arritmia, não é igual à falta de ar que acontece quando, por exemplo, praticamos exercício. A falta de ar pode surgir de repente, quando você está sentado, sem fazer esforço físico.

9. Dor no peito

As dores no peito, muitas vezes causam mais preocupação do que deviam, mas elas são certamente um sintoma forte de arritmia.

Normalmente, este é um dos primeiros sinais da doença, porque provoca um alerta automático no paciente uma vez que ele sente que o seu coração não está funcionando corretamente. A dor pode ser rápida e aguda, e se repetir várias vezes. Se sentir dores fortes e com frequência no peito, converse com seu médico. Os ataques de arritmia são muitas vezes tratados com medicação e pequenas mudanças no seu estilo de vida.

10. Tonturas

A arritmia provoca frequentemente tonturas. Elas podem ser temporárias e podem diminuir em poucos minutos, depois do paciente sentar, comer alguma coisa e relaxar. Se as tonturas acontecerem excessivamente, pode ser outra doença que está causando o problema.

O nosso coração é um órgão que necessita de muita atenção. Interprete as mensagens do seu corpo e procure um diagnóstico adequado junto do seu médico.

Essa matéria foi do seu interesse? Compartilhe!

 

Fonte:http://www.dicasonline.tv/

 

Envie seu comentário