Como fazer arroz soltinho, tirar sal do feijão e mais truques geniais usando limão

Não é só no preparo de sucos, mousse e outras receitas que o limão pode ser utilizado na cozinha. A fruta tem segredinhos poderosos que ajudam a deixar o arroz mais solto, o feijão menos salgado, evitar que o açúcar mascavo empedre, entre outros. Veja alguns truques do livro Sebastiana Quebra-Galho, da Editora Record.

Deixar o arroz soltinho
Quando a primeira água do cozimento do arroz estiver secando, acrescente um pouco de água fria com gotas de limão na panela. Isso ajuda a deixar os grãos mais soltos depois de cozidos.

Tirar o sal em excesso do feijão
Exagerou no sal ao preparar o feijão? O limão também pode ajudar a absorver esse excesso. Basta pingar algumas gotas na panela e deixar ferver bastante.

Conservar melhor o açúcar mascavo
Para evitar que o açúcar mascavo fique grosso ou empedrado, coloque uma casca de limão dentro do recipiente e mantenha-o fechado. Quando a casca secar, basta substitui-la.

Evitar o escurecimento das frutas
Frutas como pera e maçã costumam escurecer depois que são cortadas. A melhor forma de não deixar isso acontecer é colocá-las em uma vasilha com água e algumas gotinhas de limão.

Reaproveitar o óleo da fritura de peixes
Depois de fritar peixe, espere o óleo esfriar, coloque na panela alguns pedacinhos de limão picado e aqueça, fazendo com que o cheiro desapareça e o óleo possa ser usado mais uma vez.

* Com informações da Revista Casa e Jardim

 

créditos-

Receitas Supreme

Faça este pão de banana sem farinha, super saudável e saboroso.

O sabor tradicional num bolo sem glúten, sem açúcares refinados e super gostoso!

INGREDIENTES:
4 bananas bem maduras
3 colheres (de sopa) de linhaça moídas
3 colheres (de sopa) de xarope de bordo ou mel de abelhas
2 colheres (de café) de extrato de baunilha
1/2 xícara de farinha de coco
1 colher (de chá) de sal
1 colher (de chá) de fermento
1/2 colher (de chá) de bicarbonato de sódio
1/2 colher (de chá) de canela
1/2 colher (de café) de noz moscada
1/2 xícara de amêndoas ou nozes picadas

PREPARAÇÃO
Preaqueça o forno a 180°C.
Hidrate a linhaça moída em 130 ml de água morna e deixe descansar por 15 minutos.
Em uma tigela , peneire a farinha de coco com o fermento, o bicarbonato e as especiarias.
À parte, amasse as bananas em purê, acrescente a baunilha e misture com a linhaça. Incorpore aos ingredientes secos pouco a pouco.

COZIMENTO
Por último acrescente as amêndoas ou nozes, misture e coloque em uma forma untada.
Leve ao forno por 45 minutos.

SABOREIE COM PRAZER
Deixe esfriar por 15 minutos antes de desenformar.
Logo você pode desfrutar o pão sozinho ou com um creme de amêndoas. Se você quiser fazer torradas é melhor fazê-lo no forno e não na torradeira, pois como não tem glúten se quebra facilmente..

–    fonte ;    Receitas Supreme

Chá anti-insônia ajuda a ter uma boa noite de sono: aprenda a fazer

Os chás possuem ótimos benefícios para saúde, como melhorar a imunidade, combater ansiedade e até mesmo ajudar a emagrecer. Contudo, a nutricionista Cibelli Martins, com mais de 200 mil seguidores no Facebook, trouxe uma nova receita de chá que ajudará você a ter uma excelente noite de sono.

“Este chá promove relaxamento e trata da insônia. Além de ajudar no funcionamento do sistema gastrointestinal, no tratamento de depressão, enxaqueca, estresse, etc. Possui vitaminas A, B e C em boas quantidades. A presença de fibras ajuda no equilíbrio da flora intestinal e pode ajudar no reforço dos ossos em idosos”, comentou a nutricionista na postagem. Aprenda a fazer o chá anti-insônia:

Ingredientes:

500ml de água
-Polpa de 1 maracujá
-2 pedaços de gengibre
-Uma unidade de canela em pau
-Uma maça
Modo de preparo:

Acrescente os ingredientes em uma panela, deixe ferver por aproximadamente 10 minutos. Após esse período, desligue o fogo, tampe a panela e deixe descansar por mais 10 minutos. Em seguida, basta servir.

 

   fonte-   Receitas Supreme

VOCÊ TEM DIABETES? FERVA ESTA FOLHA E CONTROLE SUA DOENÇA NATURALMENTE – COMPROVADO PELA CIÊNCIA!

A planta medicinal conhecida como pata-de-vaca (Bauhinia variegata) é comumente utilizada por diabéticos para controle da glicemia na forma de chá.

Essa função disseminada pela sabedoria popular foi pesquisada por pesquisadores do Laboratório de Farmacologia Molecular da Universidade de Brasília (UnB) e comprovada cientificamente.

O professor Francisco de Assis Rocha Neves, coordenador do laboratório, e seu orientando Marlon Duarte da Costa verificaram em ensaios in vitro, realizados com células humanas, que o extrato da planta ativa o receptor PPAR-gama, que é um potente estimulador da ação da insulina – hormônio responsável pela entrada de glicose na célula.

Como tudo na vida, a planta não pode ser consumida em excesso.

É que, além de facilitar a ação da insulina, o extrato da pata-de-vaca ativa outros receptores, como o do estrógeno, que pode aumentar o risco de câncer de útero e mama.

Apesar de o experimento ter sido feito com o extrato, Neves acredita que os efeitos nas células seriam os mesmos com a ingestão do chá.

“Como não sabemos ainda as consequências desses mecanismos, é preciso cuidado antes de utilizar essa planta indiscriminadamente para controlar a glicose”, alerta Neves.

A pata-de-vaca é assim chamada porque a folha da árvore com flores brancas ou roxas tem essa forma.

A planta também é muito utilizada em paisagismo.

Portanto, não consuma o chá desta em excesso

Como preparar e consumir o chá:

As folhas são encontradas em qualquer boa loja de produtos naturais.

Modo de preparar

Colocar para ferver uma colher (sopa) de folhas secas picadas para uma xícara das de chá de água.

Ferver por três minutos.

Cobrir.

Deixar amornar até chegar à temperatura apropriada para beber.

Coar.

Quando e como usar

Indicação: Combate a diabetes, (para o pâncreas produzir mais insulina), reduz o colesterol, emagrecedor e diurético. Usado também para problemas no fígado, intestinos e estômago, rins, diarreias, impedindo o aparecimento de açúcar na urina, insuficiência urinária, prisão de ventre, nos casos de poliúria ou urina solta.

Modo de usar: Tomar uma xícara (chá) três vezes ao dia por duas semanas.

Fazer o controle da glicose e repetir o tratamento sempre que necessário.

Contraindicação

Não consta da literatura consultada.

Não se deve, porém, ultrapassar a dosagem.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

fonte-www.curapelanatureza.com.br

Afaste as pulgas e carrapatos do seu cão ou gato usando estes potentes remédios caseiros!

As pulgas são verdadeiras vilãs para os bichinhos de estimação

Além da coceira excessiva e pele irritada, essa praga pode causar problemas ainda mais graves, como verme, anemia, estresse e transmissão de vírus.

A saliva das pulgas provoca uma forte reação alérgica.

As consequências disso são queda dos pelos, feridas e mau cheiro.

Apesar de haver xampus, sabonetes, coleira, bisnagas e muitos outros produtos para acabar com as pulgas, há quem ainda prefira produtos naturais.

E tem razão quem prefere assim.

Os produtos industriais contém muitas substâncias tóxicas, quase todas nocivas à saúde do seu bichinho.

Infelizmente poucas são as receitas caseiras que realmente acabam com pulgas e carrapatos.

A que vamos ensinar, porém, já teve a eficácia comprovada por muitas pessoas.

Trata-se de um borrifador de cravo-da-índia, totalmente natural e seguro para seu animal de estimação (cães e gatos).

Anote:

INGREDIENTES

1 litro de álcool de cereais (vende-se em lojas de essências/material para perfume)

3 pedras de cânfora (você encontra em farmácias; existem dois formatos: um quadradinho tipo pastilha – este você coloca 3 pedras; e há as pedrinhas menores, no formato de comprimidos – este você coloca umas 5).

1 pacote de cravo-da-índia

1 copo de vinagre branco

MODO DE PREPARO

Mistures todos os ingredientes até as pedras de cânfora dissolverem.

Coloque a mistura num borrifador e aplique ao longo do corpo do animal – cuidado com os olhos e o focinho dele.

Faça um teste antes: aplique um pouco do borrifador no seu cão/gato e e veja se ocorre alguma reação alérgica.

É importante também usar o borrifador natural nos objetos do animal (não nos que ele põe na boca) e nos cantos da casa.

Outra receita muito boa é com a planta capim-cidreira, também conhecida como capim-santo ou capim-limão.

Anote:

pulgas_-_carrapatos_-_novo.jpg

INGREDIENTES

1 litro de álcool

Capim-cidreira picado numa quantidade suficiente para preencher 1/2 litro do álcool da receita

5 colheres (sopa) de sal de cozinha

10 litros de água

MODO DE PREPARO

Comece picando o capim-cidreira.

Depois, coloque a erva picada picada de modo que ocupe 1/2 litro (a metade) da garrafa/frasco com 1 litro de álcool.

Feche esse frasco/garrafa e espere 24 horas.

No dia seguinte, 24 horas depois, basta misturar o álcool (já coado) que absorveu o princípio ativo do capim-cidreira em 10 litros de água.

Acrescente cinco colheres (sopa) de sal de cozinha.

Misture bem e está pronta a solução que vai livrar seu animal de estimação das pulgas e dos carrapatos.

FORMA DE APLICAÇÃO

Pulverize os animais duas vezes por semana.

E também aplique na casa, no quintal, no canil e em todos os lugares onde pode haver pulgas e carrapato.

A receita não tem contraindicação

E as pulgas e os carrapatos secam em horas.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

fonte-http://curapelanatureza.com.br/

TOME ESTA BEBIDA GELADA: ELA VAI FAZER VOCÊ URINAR MAIS E LIMPARÁ SEUS RINS!

Os rins são um dos mais importantes órgãos do nosso corpo.

Graças a eles, eliminamos toxinas e o excesso de sal do nosso corpo.

Mas eles se desgastam ao longo da vida e, por isso, precisam ser limpos temporariamente para recuperar a função deles.

Vamos mostrar agora um dos métodos mais simples e eficientes de limpeza dos rins.

São apenas dois ingredientes.

E um deles é a salsa, também conhecida como salsinha.

Ela é utilizada no tratamento de todos os problemas associados aos rins.

Esta planta impede a absorção de sal no tecido e, por isso, é um grande protetor dos rins e do fígado, deixando-os praticamente limpos.

Ela deve ser consumida em caso de uma infecção da bexiga e de pedras nos rins.

E utilizada na prevenção e tratamento de câncer do cólon em homens e mulheres, bem como de tumor cervical em mulheres.

A salsa é rica em ácido fólico, que é essencial para a saúde cardiovascular.

É também muito rica em vitaminas A, C, E e minerais, e seu uso regular ajuda a reduzir o mau colesterol.

Se você sofre de pressão alta, você também deve consumir esta milagrosa receita para a redução da sua hipertensão.
E ela também podem ser utilizada para acalmar os intestinos, melhorar a digestão e eliminar gases.

A salsa é rica em ferro, portanto, seu uso é recomendado em casos de anemia.

Outra qualidade desta planta é o combate ao mau hálito.

Basta apenas para mastigar várias folhas de salsa e o mau hálito será neutralizado.

Isso se aplica especialmente nas ocasiões em que você come alho e cebola e quer eliminar o cheiro.

A salsa cresce facilmente e em toda parte.

Por isso, seria uma boa se você cultivasse esta planta em casa.

Limpeza dos rins com salsa

Para limpar os rins, pegue um punhado de salsa e lave bem.

Corte em pedaços e ponha em uma vasilha com água limpa.

Ferva por dez minutos e, depois, deixe esfriar.

Coe, ponha em uma jarra com tampa e guarde na geladeira.

Beba um copo todos os dias.

Você vai perceber que, durante o tratamento, o sal e as toxinas acumuladas nos rins sairão na urina.

Este tratamento também é útil para acalmar os nervos e reduzir a ansiedade.

As mulheres grávidas não devem beber este chá devido a possíveis alterações hormonais.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

 

Fonte: Cura Pela Natureza

SE VOCÊ CONSERVA OS OVOS NA GELADEIRA, VAI SE SURPREENDER QUANDO SOUBER DISTO!

Quando você compra ovos de galinha, onde os guarda?

Há quem prefira colocá-los na geladeira, mas também há quem acredite que a temperatura ambiente é melhor.

 Esse assunto sempre gera polêmicas.

Para discutir o tema de forma mais aprofundada, o jornal britânico Daily Mail patrocinou uma pesquisa cientifica em busca da resposta: onde guardar os ovos?

Qual o resultado da pesquisa?

Você vai saber.

Mas antes vamos mostrar os argumentos dos dois lados.

Quem guarda na geladeira costuma organizá-los num compartimento do aparelho específico para isso, não é verdade?

E segundo o o British Egg Information Service, instituto de pesquisa especializado no assunto, esse é o lugar mais seguro para preservar os alimentos.

Quem reforça essa ideia são dois profissionais da Bristol University’s School of Veterinary Science, os doutores Rosamund Baird e Janet Corry.

Segundos eles, se os ovos já estiverem contaminados com a bactéria da salmonela, por exemplo, e forem deixados do lado de fora da geladeira, certamente as bactérias vão se multiplicar.

Pior é que, mesmo sabendo disso, nós não podemos detectar a contaminação, pois não há mudança de cor, cheiro ou até mesmo na consistência dos ovos.

Tem mais pesquisador a favor da refrigeração: os cientistas americanos da Mayo Clinic recomendam jogar fora os ovos que ficam fora da geladeira por mais de duas horas.

O outro lado

Os que conservam os ovos na temperatura ambiente acham o conselho um completo absurdo.

E ainda chegam a afirmar que ovos na geladeira perdem o sabor e estragam as melhores receitas.

Tim Hayward, apresentador de um programa de rádio na BBC, afirma que um ovo fresco dura sem problema algum pelo menos uma semana em temperatura ambiente.

O British Egg Informatin Service contesta essa tese nos lembrando de uma informação importante: os ovos precisam estar numa temperatura constante de 20º C – e é exatamente assim que ficam na maioria dos supermercados, graças ao sistema de ar-condicionado.

E qual foi o resultado do teste patrocinado pelo Daily Mail?

O teste foi feito com dois mil ovos, que foram submetidos a temperaturas diferentes, durante um mês,  para ver até onde eles mantinham a qualidade.

Um lote ficou em temperatura ambiente.

O outro numa geladeira comum, a uma temperatura de 6º C.

Os pesquisadores investigaram a presença de bactérias, como E.coliStaphylococcus aureus, salmonela, listeria e muitas outras.

O resultado é incrível: não houve diferença entre o lote da geladeira e o da temperatura ambiente.

Ambos se mantiveram livres de bactérias.

A palavra final foi do diretor da FoodTest, que realizou o experimento: “Não existe vantagem alguma em manter os ovos refrigerados”.

Mas atenção: a pesquisa foi feita em um país de clima mais ameno.

Será que em regiões tropicais, como o Brasil, o resultado seria o mesmo?

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

 

Fonte: Cura Pela Natureza